NOVOS TEMPOS NA MOBILIDADE URBANA: UBER X TÁXI

Uber

O Uber é um exemplo de vários aplicativos que surgiram nos últimos cinco anos, que partem de ideias que facilitam a vida de todos e estão mudando o comportamento da sociedade.

Por Tatiane Di Passos

Tendência mundial, o Uber faz parte da chamada economia criativa e contribui para a diminuição da circulação de veículos no planeta. No Brasil virou febre, e em alguns estados tem causando choque com os taxistas pela disputa de passageiros. Mas, para a maioria, o serviço tem muitas vantagens, tanto aqui quanto no exterior.

IMG_1115Luiz Carlos Leite Rosa, 60 anos, mora em São Francisco, Califórnia, há 30 anos. Lá, trabalhou com o táxi convencional por 13 anos. Quando surgiu o Uber, não pensou duas vezes e migrou para o serviço. “Foi super favorável a mim e aos usuários também. Trouxe independência. Trabalho com o aplicativo há quatro anos e meio.”

Para o goiano, o Uber apresenta muitos benefícios, como a descentralização e aumento de emprego e renda. “Acabou com o monopólio, e outra coisa positiva é a geração de trabalho. Aqui no Brasil, a pessoa chega aos 50 anos e está fora do mercado, e é muito difícil ser absorvido novamente. O Uber dá essa oportunidade”.

Outra vantagem destacada por Luiz Carlos é que o taxista também pode participar do aplicativo, além de escolher as horas de trabalho. Pode viajar por todo o país e, se resolver trabalhar em outra região, basta transferir a carteira para o local desejado. É flexível para quem deseja trabalhar usando o próprio carro e, se não tiver um, pode financiar ou alugar da Uber. Contudo, a companhia é rigorosa para admitir novos participantes. “Eles levam mais ou menos dez dias para fazer o levantamento das informações, em todo país. Estando tudo certo, chamam. A empresa faz o cadastro, prepara o aplicativo no celular e, a partir daí, a pessoa está apta a trabalhar”. O cadastro é gratuito; o interessado só paga o seguro e o percentual da Uber que é retirado semanalmente.”

Luiz Carlos explica que nos Estados Unidos o serviço é separado por categorias: o Uberex, que é popular e não precisa oferecer nada, ficando a critério do usuário; o Uber Black, um pouco mais caro por oferecer veículos executivos; o Uber Seletivos, com carros luxuosos; e o Uber Large, que disponibiliza vans para transporte de famílias. Há ainda o Uber Poll, o conhecido Uber de carona que funciona auxiliando os vários indivíduos que vão para a mesma direção. Essas pessoas são adicionadas ao veículo e deixadas em seus destinos enquanto outras entram.

Com o serviço, os passageiros não encontram problema ao procurar o aplicativo e contam com a rapidez do atendimento, independente do bairro em que estejam, além de economizar, em média, 30% do valor de uma corrida de táxi convencional. “É uma super ideia que começou e está se espalhando. É lógico que tem oposição das grandes corporações, pois todos dependiam delas, não havia concorrência e funcionavam com o monopólio do serviço de transporte. Agora estão tendo de se adaptar, pois hoje quem dá a rota é o aplicativo; não tem como ludibriar o passageiro”, afirma o goiano.

A empresa realiza treinamentos para padronizar o atendimento ao cliente. As aulas ocorrem por meio de vídeos com tutoriais que ensinam aos motoristas como lidar com os passageiros, inclusive em situações adversas.

A Uber é uma multinacional norte-americana, prestadora de serviços. Iniciou há oito anos em São Francisco, Califórnia (EUA). No Brasil, a primeira cidade foi o Rio de Janeiro, em 2014, e depois São Paulo, até alcançar outros estados. Segundo o , a Uber já tem 50 mil motoristas no Brasil, o aplicativo atua em 27 cidades e chegou a 4 milhões de usuários ativos.

OLHOS:

“Hoje quem dá a rota é o aplicativo, não tem como ludibriar o passageiro”.

“Acabou com o monopólio, e outra coisa positiva é a geração de trabalho. Aqui no Brasil, a pessoa chega aos 50 anos e está fora do mercado, e é muito difícil ser absorvido novamente. O Uber dá essa oportunidade.”

 

 

 

 

Comentários
Marcado com:     ,

Sobre o Autor /


Assine nossa Newsletter

Receba informações sobre a #RevistaVIU e fique por dentro das principais novidades.
Fundada em 2010 pela Alquimia Editora e Comunicação, A REVISTA VIU? atuante nos segmentos de moda, beleza, saúde, gastronomia, arquitetura, qualidade de vida, entrevista, roteiros, turismo, negócios e tecnologia vem se despontando como um grande canal de comunicação entre o público A, B e C+ atua no Planalto Central, Brasília, Pirenópolis, Anápolis, Posse, Formosa, Chapada dos Veadeiros, Alto Paraiso, Vila de São Jorge, Teresina de Goiás, Cavalcante e Goiânia.

Av. Valeriano de Castro, n° 119, Sala 01 - Galeria Santo Estevão

(61) 99676 3908

revistaviu@gmail.com