5° FESTIVAL DE CIRCO DE TAQUARUÇU

Se alguém lhe contar a história de um grande circo que toma conta de toda uma vila do vale da Serra do Carmo, onde picadeiros se misturam com trilhas e cachoeiras de águas cristalinas, acredite; essa é Taquaruçu, uma vila ecológica – distrito de Palmas, no Tocantins – onde acontece um dos mais interessantes festivais circenses do país.

Por Marcela Pultrini / Fotos: Tariana Zacariotti, Guga Rosa, Laysa Vasco e divulgação.

Para quem ainda não teve a oportunidade de vivenciar essa experiência em alguma das últimas quatro edições do evento, ir ao 5° Festival de Circo de Taquaruçu pode ser a estreia perfeita. O movimento cultural iniciado pela Cia de Circo Os Kaco, em 2014, chega esse ano com a maturidade dos grandes festivais de arte do país. É intenso, com cerca de 100 horas de programação gratuita que traz um panorama contemporâneo do circo no norte do país. Ao mesmo tempo é um convite à tranquilidade e ao desfrute das mais de 30 cachoeiras e inúmeras trilhas e passeios, tanto para a família como para quem gosta de estender um pouco mais a noite com atividades culturais.

A programação já conta com confirmações especiais, como a participação do Palhaço Biribinha, personagem do mestre alagoano Teófanes Silveira, um dos principais artistas circenses do Brasil, que há 60 anos vem fazendo da palhaçaria “uma arte de denunciar a vida”.  A trupe Cia dos Tortos e Circo do Asfalto, de Santo André (SP) e a Cia Boca do Lixo, de Anápolis (GO), também já estão de passagens marcadas para o festival.

Foto: Tariana Zacariotti

Foto: Tariana Zacariotti

Programação colaborativa

A organização do evento promete ainda grandes surpresas na programação. Desde março está aberta a Chamada Artística para o 5° Festival de Circo de Taquaruçu. Uma grande convocação aos artistas de circo de todo o Brasil e da América Latina. Até o dia 15 de abril, artistas, coletivos e companhias circenses podem inscrever seu espetáculo, números para as noites de varieté e oficinas para iniciantes e para aperfeiçoamento.

Para quem quer fazer parte do festival, basta se inscrever pelo formulário online: goo.gl/qbkdnw. As propostas podem ser enviadas para as seguintes categorias:

Noite de Varieté: números e cenas compostos por uma ou mais modalidades circenses, tendo duração máxima de 10 minutos, com conteúdo apropriado também para crianças e adolescentes, a serem realizadas nas noites dos dias 31 de maio, 1º e 2 de junho no teatro de arena da Praça Joaquim Maracaípe.

Espetáculo: obras autorais encenadas por coletivos, grupos ou companhias circenses brasileiras ou estrangeiras, com duração entre 45 e 80 minutos, com classificação indicativa livre, com realização adaptada ao teatro de arena da Praça Joaquim Maracaípe, nas noites dos dias 30 de maio, 1º e 2 de junho.

Oficina: atividades formativas para nível iniciante, intermediário ou avançado, sobre qualquer modalidade ou linguagem de arte circense, arte urbana, cultura popular, educação ambiental ou desenvolvimento sustentável, com duração de 2 a 4 horas, podendo se estender por até 2 módulos, realizadas entre os dias 31 de maio e 2 de junho, no período da tarde.

“O Festival de Circo de Taquaruçu é uma realização colaborativa e independente. Por isso buscamos artistas parceiros, que queiram compartilhar sua arte e conhecimentos sobre arte circense”, destacou a produtora executiva da Cia de Circo Os Kaco, Marcela Pultrini. Este ano o evento oferece apoio através de uma rede de hospedagem solidária e alimentação produzida a várias mãos. Não haverá, por parte da organização do festival, ajuda de custo ou apoio para transporte dos participantes selecionados por esta chamada.

Trajetória de resistência

O tema escolhido para este ano é um convite à celebração: #VivaOPúblico! traduz uma trajetória de resistência cultural e de construção colaborativa de uma proposta de circo social. “É uma convocação à vida, às transformações e lutas que travamos coletivamente, seja dentro ou fora do picadeiro, na missão de tornar o mundo mais alegre e justo através da nossa arte”, ressalta o diretor artístico do festival, Kadu Oliviê.

Desde 2013, quando a Cia Os Kaco se transformou em uma associação e posteriormente em um ponto de cultura, a atuação desse conjunto de artistas e produtores culturais foi pautada pelo desejo de ver o circo provocar transformações sociais. Assim, desde a primeira edição, os espetáculos dividem espaço na programação com atividades de arte, educação e formação para profissionais da arte, além do debate e construção de políticas públicas a partir do Fórum de Circo do Norte.

Em 2018 o festival retoma o circuito de espetáculos itinerantes, que abre o evento levando cultura para escolas públicas, comunidades rurais e quilombolas da região. “Por essas e outras é que convocamos, #VivaOPúblico!’. Celebramos o público, protagonista das suas próprias transformações e que não mais assiste inerte às narrativas, reais ou inventadas, que lhe saltam aos olhos. É também um desafio à apropriação dos espaços públicos, ao exercício democrático de ocupar a rua e de refletir sobre políticas públicas e o papel do artista na transformação do nosso país”, conclui Oliviê.

IMG_0026-2

Foto: Tariana Zacariotti.

O quê: 5° Festival de Circo de Taquaruçu.

Quando: de 28 de maio a 2 de junho.

Onde: Taquaruçu, Palmas, TO.

Quanto custa: programação gratuita.

Classificação: livre.

13315240_10209517507312792_8257682205721225860_n

Comentários
Marcado com:     , , , , , ,

Sobre o Autor /


Fotógrafo, redator e designer, escreve para o portal VIU Magazine e é produtor da revista 'VIU?'. @MaxMullerMM

Assine nossa Newsletter

Receba informações sobre a #RevistaVIU e fique por dentro das principais novidades.
Fundada em 2010 pela Alquimia Editora e Comunicação, A REVISTA VIU? atuante nos segmentos de moda, beleza, saúde, gastronomia, arquitetura, qualidade de vida, entrevista, roteiros, turismo, negócios e tecnologia vem se despontando como um grande canal de comunicação entre o público A, B e C+ atua no Planalto Central, Brasília, Pirenópolis, Anápolis, Posse, Formosa, Chapada dos Veadeiros, Alto Paraiso, Vila de São Jorge, Teresina de Goiás, Cavalcante e Goiânia.

Av. Valeriano de Castro, n° 119, Sala 01 - Galeria Santo Estevão

(61) 99676 3908

revistaviu@gmail.com