Desenvolvimento sustentável

ALTO PARAISO SERÁ MODELO DE PROGRAMA DA ONU

Programa visa transformar Alto Paraíso em referência mundial de economia sustentável e inovação. Em entrevista à equipe Viu? o governador de Goiás, Marconi Perillo explica os motivos que levaram à escolha da cidade.

Por Dida Brasil

O Governo de Goiás lançou no mês de junho, em Alto Paraíso, agenda de ações concretas que reúne os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Organização das Nações Unidas (ONU). São as Metas do Milênio que objetivam acabar com a pobreza, a fome, assegurar uma vida sustentável, alcançar igualdade de gênero e ainda garantir a disponibilidade e gestão sustentável da água e saneamento para todos. (Confira os 17 ODS).

O projeto realizado pelo governo de Goiás conta com a parceria da prefeitura de Alto Paraíso e o apoio da Associação Awaken Love, presidida pelo Sri Prem Baba e envolve outras sete secretarias de estado, além da OVG, Procon, Agehab e Saneago.

“Escolhemos Alto Paraíso para iniciar este programa porque é uma cidade pequena e com essa vocação para a sustentabilidade”, explica o secretário do Meio Ambiente e Recursos Hídricos de Goiás (Secima), Vilmar Rocha.

As metas foram dividas entre as secretárias de Estado e serão implantadas em Alto Paraíso nos próximos anos. A Secretaria Cidadã, ficará responsável pelos Objetivos 1, 2, 5, 8, 10 e 12, que incluem questões como igualdade de gênero, emprego e erradicação da fome e pobreza. A secretaria da Saúde apresentará ações para o Objetivo 3 que é assegurar uma vida saudável e promover o bem-estar para todos, em todas as idades. Já a secretaria de Desenvolvimento cuidaria dos Objetivos 8, 9 e 12, que abordam questões sobre trabalho, indústria e produção e consumo sustentáveis.

Coordenadora do programa, a Secima tem sob sua responsabilidade os Objetivos 6, 7, 9, 11, 12, 13, 14 e 15, que estipulam metas ligadas a recursos hídricos, saneamento, energias renováveis, infraestrutura, habitação, cidades sustentáveis, ações climáticas e proteção à vida terrestre e aquática. Além disso, o órgão também fica responsável por fazer a interlocução entre as secretarias e outras instituições, entidades e empresas que poderão colaborar com o programa, atendendo assim o Objetivo 17 que trata de Fortalecer os meios de implementação e revitalizar a parceria global para o desenvolvimento sustentável. Também serão firmados convênios com o Governo do Distrito Federal para o compartilhamento de água das bacias do Rio Descoberto e Rio Corumbá e com a Itaipu Binacional para a implantação do projeto ambiental Cultivando Água Boa, que pretende estabelecer uma rede de proteção e orientação ao consumo sustentável da água na região.

VIU? Governador, que motivos fizeram Alto Paraíso ser escolhida para lançamento do programa de desenvolvimento sustentável, que utilizará as 17 metas da ONU?

Uma série de razões fez com que a região de Alto Paraíso fosse a escolhida para estabelecermos o desafio de cumprir as metas. É um paraíso natural, conhecido em todo o mundo, que precisa ser conservado. O aumento do turismo na região em função da beleza da Chapada dos Veadeiros exige que tomemos as medidas necessárias para conciliar o desenvolvimento econômico com a preservação ambiental. Nossa meta é promover em Alto Paraíso, por meio do cumprimento das 17 metas, o pleno desenvolvimento humano em harmonia com a natureza. E, sem dúvida alguma, foi decisiva a grande parceria que se estabeleceu entre Estado, prefeitura, artistas, intelectuais e Associação Awaken Love, liderada pelo mestre Sri Prem Baba. Sem essa união de intenções e objetivos, não teríamos chegado tão rapidamente a uma proposta factível de atuação.

Como o município e região serão efetivamente beneficiados pelo programa?

De inúmeras formas, em todos os campos da vida social da comunidade de Alto Paraíso e região. São ações de inclusão social, de saúde pública, segurança pública e preservação da natureza que promoverão a cultura da sustentabilidade. A erradicação da pobreza, a universalização da água e do esgoto tratados, o uso de energias renováveis, especialmente a solar, escolas e postos de saúde de excelência.

E quanto à participação da comunidade local?

A comunidade está visivelmente engajada e entusiasmada com a proposta e certamente essa participação vai aumentar em quantidade e qualidade à medida que o programa avançar e mostrar resultados.

O programa conta com o apoio da Awake Love. Como se dá essa parceria e a dos demais apoiadores neste trabalho?

Sim. A Awake Love, através do líder espiritual Sri Prem Baba, nos apresentou esse desafio há cerca de seis meses e nossa equipe de governo não hesitou por um minuto em aceitar, porque estamos diante de metas que, apesar de ousadas, são factíveis mediante o engajamento de todos. O Governo de Goiás dará total suporte. São diversas áreas de governo envolvidas, além da Organização das Voluntárias de Goiás. A coordenação é da Secima, mas estão envolvidas ainda a Secretaria Cidadã, a Secretaria de Desenvolvimento, a Agência Goiana de Habitação (Agehab), a Saneago, a Secretaria da Fazenda e diversas áreas afins dessas pastas em outros órgãos. É uma grande união de esforços entre governo e sociedade civil para que Alto Paraíso seja o primeiro município do País genuinamente sustentável. Uma proposta sem dúvida inovadora, pela sua amplitude e alcance, mas sobretudo uma parceria sem precedentes na promoção do desenvolvimento humano.

OBJETIVOS DA ONU

Os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), deverão ser implementados por todos os países do mundo durante os próximos 15 anos, até 2030. A agenda foi lançada em 2015, na sede da ONU Nova York, onde mais de 150 líderes mundiais se reuniram para adotar formalmente os critérios para o desenvolvimento sustentável do planeta.

São eles:

Comentários
Marcado com:     ,

Sobre o Autor /


Assine nossa Newsletter

Receba informações sobre a #RevistaVIU e fique por dentro das principais novidades.
Fundada em 2010 pela Alquimia Editora e Comunicação, A REVISTA VIU? atuante nos segmentos de moda, beleza, saúde, gastronomia, arquitetura, qualidade de vida, entrevista, roteiros, turismo, negócios e tecnologia vem se despontando como um grande canal de comunicação entre o público A, B e C+ atua no Planalto Central, Brasília, Pirenópolis, Anápolis, Posse, Formosa, Chapada dos Veadeiros, Alto Paraiso, Vila de São Jorge, Teresina de Goiás, Cavalcante e Goiânia.

Av. Valeriano de Castro, n° 119, Sala 01 - Galeria Santo Estevão

(61) 99676 3908

revistaviu@gmail.com