TECNOLOGIA

Encontro de Provedores em Brasília reúne empresários do setor

Por Dida Brasil

aspro-br (2)

A Associação de Provedores do Brasil (Aspro-BR) reuniu, na noite desta sexta-feira (06/04), em Brasília, vários empresários para debater novas alternativas para garantir a crescente evolução do segmento.

Na ocasião, foram debatidos os principais desafios dos pequenos e médios empreendedores e sua importância frente à economia dos estados em que estão inseridos, garantindo equilíbrio aos milhares de famílias, por meio da geração de emprego e renda.aspro-br (1)

Segundo o presidente da Aspro/BR, Alan Ricardo Saraiva, da G3 Telecomunicações, só em Brasília e Goiás, existem mais de 500 provedores regularizados. “O número é expressivo, mas existem muitos atuando na informalidade e é isso que queremos ajustar, estamos trabalhando para que todos se regularizem”.

Com foco inicial no Distrito Federal e Goiás, uma das principais demandas do setor, segundo Alan Ricardo é o compartilhamento de postes para expansão das redes dos provedores. “No DF, por exemplo, é necessário utilizar os postes da Companhia Energética de Brasília (CEB), mas ocorre que as grandes operadoras têm muita autonomia e os pequenos precisam pagar caríssimo para utilizá-los, isso é algo que precisamos corrigir com urgência”.

aspro (4)O empresário David Marcony, idealizador da FutureISP, maior feira de negócios direcionada a operadores e provedores de Internet, realizada em Olinda (PE), relata que para fomentar ainda mais o setor, é necessária a união entre pequenos e médios provedores. “Todos precisam entender que empresários do mesmo segmento não são inimigos, eles podem ser grandes aliados para conquistar muito mais. As vezes vimos pequenos provedores brigando por 50, 100 clientes quando, na verdade, se juntassem conquistariam milhares”.

O evento contou também com a participação da SCM Engenharia e Telecomunicações, que trabalha diretamente com a legislação. Representando a empresa, Ana Paula Meira falou sobre os desafios do setor. “Atuamos em todo o Brasil com as outorgas da Anatel e orientações quanto às concessionárias de energia elétrica e Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia (CREA), levamos informações aos provedores e mostramos o caminho para andar legal perante a lei, além de apresentar novas tecnologias como Internet das Coisas”.

As dificuldades quanto à gestão administrativa também foi abordada. Com foco em finanças e legislação tributária, o especialista Marcos César Carneiro da Mota, da APTC Contabilidade, explanou sobre as diversas formas de abertura de empresas, sistema de cotas e planejamento societário. “Antes de iniciar o empreendimento, é necessário fazer o planejamento, assegurando soluções personalizadas, levando em consideração o melhor regime tributário a ser aplicado”, ressaltou.

aspro (5)Promissora novidade no mercado de provedores é o IPTV, tema apresentado pelo analista de Sistemas da Karief, Antonio Pedrosa. Ele demonstrou todas as características e condições técnicas e comerciais para implantação do serviço. “A cada dia o modo do assinante ver TV muda. É a nova população de on demande e os provedores de tecnologia com suas redes de acesso por fibra ótica vão chegar a muitos lares e em pouco tempo”.

Pedrosa ressaltou, em sua palestra, que nas empresas de telecomunicações brasileiras, a tendência é apostar em TV por assinatura. Atualmente são mais 16 milhões de brasileiros utilizando serviços do gênero e segundo dados da Associação Brasileira de Televisão por Assinatura, a receita operacional bruta gerada no quarto trimestre de 2016 foi de R$ 6,4 bi. “Neste mercado, a experiência de IPTV é tendência. Até 2020 mais de 180 milhões de pessoas em todo o mundo serão assinantes de TV por IP. Por isso, quem já está no mercado de Internet tem que se preocupar com o devido suporte”.

aspro (1)Quem já aposta em conteúdo de IPTV é o empresário Eduardo Oliveira que está implantando em Minas Gerais um headend para transmissão da TVTOP. “Em 60 dias poderemos disponibilizar conteúdo de IPTV para os provedores e facilitar o acesso a esse segmento tecnológico que cresce cada vez mais, de forma fácil e simplificada, já que toda a tecnologia é de nosso domínio”, observou o empresário, ressaltando que Fortaleza atua com um headend na Max TV, com previsão de expansão para São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília.

A Megatron, empresa que iniciou suas atividades produzindo apenas cabos coaxiais para antenas, vídeo e circuito fechado de TV, no centro-oeste,  trouxe ao encontro, por meio do representante Amarildo Donizetti, a experiência em ampliar de forma significativa o empreendimento para atender as necessidades da indústria da construção civil, automotiva, máquinas e equipamentos com base em especificações técnicas.

encPresente ao evento, o vice-governador do DF, Renato Santana se comprometeu em colaborar com o setor, na busca de soluções práticas. “Os pequenos e médios provedores estão atuando na ponta, são geradores não só de Internet, mas também de divisas, pois geram empregos. A cada carteira assinada, tem também um emprego social ali, além de fazer o giro da economia naquele local. Do ponto de vista legal, já que possuem CNPJ, o Estado é um sócio desse negócio e sendo assim, tem o dever de melhorar o ambiente desses empregadores para que possam se tornar grandes”.

Promotor do encontro de provedores, o empresário Wilson Salgado, da Casa do Wireless, afirmou que a Aspro BR atua de forma abrangente alcançando toda a cadeia econômica de Internet no Brasil, desde os pequenos provedores sem regulamentação, passando pelos fornecedores e fabricantes mundiais. “A entidade está de portas abertas para receber os provedores, pois só com a união, a Associação terá força representativa para reivindicar melhorias para o setor”.

 

 

Comentários

Sobre o Autor /


Assine nossa Newsletter

Receba informações sobre a #RevistaVIU e fique por dentro das principais novidades.
Fundada em 2010 pela Alquimia Editora e Comunicação, A REVISTA VIU? atuante nos segmentos de moda, beleza, saúde, gastronomia, arquitetura, qualidade de vida, entrevista, roteiros, turismo, negócios e tecnologia vem se despontando como um grande canal de comunicação entre o público A, B e C+ atua no Planalto Central, Brasília, Pirenópolis, Anápolis, Posse, Formosa, Chapada dos Veadeiros, Alto Paraiso, Vila de São Jorge, Teresina de Goiás, Cavalcante e Goiânia.

Av. Valeriano de Castro, n° 119, Sala 01 - Galeria Santo Estevão

(61) 99676 3908

revistaviu@gmail.com